| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Leo Cunha - Literatura infanto-juvenil
Desde: 22/12/2003      Publicadas: 217      Atualização: 28/05/2015

Capa |  Biografia de Leo Cunha  |  Entrevistas  |  Fortuna Crítica  |  Galeria  |  Livro a Livro  |  Notícias  |  Oficinas  |  Opinião  |  Poemas Animados  |  Prêmios  |  Teoria  |  Todos os Livros  |  • Contatos


 Entrevistas

  24/12/2013
  0 comentário(s)


Histórias com um olhar de criança

Reprodução da matéria publicada no jornal
"Estado de Minas" (23/08/03), a partir de
entrevista dada ao jornalista Augusto Pio.

O jornalista, professor, tradutor e escritor Leo cunha acaba de lançar dois livros no IV Salão do Livro,
que se encerrou no domingo, na Serraria Souza Pinto. Tratam-se de XXII!! - 22 brincadeiras de
linhas e letras
(Edições Paulinas) e O macacão espantado (Editora Salamandra), ambos
com ilustrações de Graça Lima, com quem já havia trabalhado anteriormente em O sabiá e a
girafa
e conversa pra boy dormir.





Leo Cunha já lançou mais de 30 livros para crianças e jovens, além de um livro de crônicas. Natual
de Bocaiúva, ele vive em Belo Horizonte desde os três anos. É casado com Valéria Ayres e pai da
garotinha Sofia.





Entre seus livros mais conhecidos estão: Quase tudo na Arca de Noé (Moderna),
Cantigamente e Em boca fechada não entra estrela (Ediouro), Clave de Lua e
O menino aque não mascava chiclê (Paulinas), Pela estrada afora e As pilhas fracas
do tempo
(Atual), Sonho passado a limpo (Ática), A menina da varanda (Record).






A obra de Leo já recebeu alguns dos principais prêmios da literatura infantil brasileira, como Nestlé,
Jabuti, João de Barro, Adolfo Aizen, FNLIJ, entre outros.





"Quando escrevo, penso e sempre tento olhar as coisas de uma aneira como se estivesse vendo-as
pela primeira vez, menos ocntaminada, mais próximas do olhar das crianças", revela o escritor.





Leo Cunha conta que sempre foi um leitor voraz da literatura infantil:





"Quando meus amigos pararam de ler, eu nõa parei, porque minha mãe tinha uma livraria de livros
infanto-juvenis, a Miguilim. Como ficava muito tempo lá, vendando e recomendando, lia para as
crianças e foi lá que conheci as várias correntes, como os livros mais humorísticos, poéticos e de
aventura. Pude perceber que a produção brasileira de literatura infantil é variada e muito boa. Mais
tarde, quando entrei para a faculdade, comecei a escrever histórias e poemas para crianças".





O escritor explica que XXII!! - 22 brincadeiras de linhas e letras é um livro com poemas visuais
e tem como linha condutora poemas que partem da imagem, mas com humor.





"Já O macacão espantado tem dois contos com as mesmas personagens (duas irmãs e uma
tia rabugente), que planejo transformar numa série. Ele segue a linha surrealista, explorando o
absurdo, que é constante no dia-a-dia das crianças, o mal entendido e o jogo de diferentes
sentidos".





Leo Cunha confessa ter vários ídolos, sendo um dos principais Orígenes Lessa, autor de
Memórias de um fusca e .





"Ele me usava muito como leitor-teste. Lia para mim e para minha irmã perguntando o que nós
achávamos. Eu, adolescente na época, achava aquilo o máximo. O Orígenes foi mais como um
estímulo, mesmo. Outra que foi marcante e que me influenciou muito é a Sylvia Orthof. O humor, o
absurdo e o inesperado são elementos marcantes na obra dela e eu também os percebo no meu
estilo".





Com a vontade de continuar escrevendo, Leo adianta:





"Talvez escreva alguma continuação de um dos meus livros. Admiro muito aqueles autores que
conseguem fazer uma série. Isto está nos meus planos", ressalta o escritor, que também é letrista. Os
músicos Renato Lemos e André Abujamra musicaram vários poemas seus.





"Continuo compondo com o Renato e futuramente pretendemos lançar um CD. Nos últimos anos
tenho feito mais poesia", confessa o escritor, que dá aulas de jornalismo no UNI-Bh e de pós-
graduação em arte-educação, na PUC-Minas.





Pingue-pongue





Augusto Pio: Uma cor


Leo Cunha: Azul





AP: Um livro


LC: Primeiras estórias (de Guimarães Rosa)





AP: Uma comida


LC: Massas em geral





AP: Uma viagem


LC: Interior da França





AP: Um ídolo


LC: Chico Buarque







  Mais notícias da seção Literatura no caderno Entrevistas
28/05/2015 - Literatura - Entrevista ao programa Inconfidências
Entrevista sobre minha carreira, livros e ideias....
19/02/2014 - Literatura - Entrevista ao blog Leiturinhas
Leia a entrevista concedida à blogueira Carla Kühlewein, sobre minha carreira literária e, claro, minhas "leiturinhas" desde criança....
31/10/2013 - Literatura - Entrevista ao programa Universo Literário, da UFMG Educativa
Está no ar a minha entrevista à jornalista Rosaly Senra, na qual falamos sobre diversos livros (e põe diversos nisso!)- Haicais para filhos e pais (poesia)- Era uma vez à meia-hoite (contos)- O reino adormecido (teatro)Quem quiser ouvir é só visitar o link:www.ufmg.br/online/radio/arquivos/004239.shtml...
06/10/2013 - Literatura - Entrevista ao programa "Leituras", da TV Senado
Assista à entrevista na íntegra:...
08/10/2012 - Literatura - Entrevista para o Sobrecapa Literal
Fui entrevistado pelo Alex Gomes para a edição nº 20 do Sobrecapa Literal, jornal editado pela Ana Cristina Melo....
15/05/2012 - Literatura - Saudade do era uma vez?
Entrevista à reporter Fernanda Carvalho, do Observatório Feminino. ...
30/01/2012 - Literatura - Programa Panorama: a arte de escrever literatura infantil
Fui entrevistado no Programa Panorama, da TV Assembléia, em 25/01/2012. Assista à entrevista no site da ALMG...
19/09/2011 - Literatura - Entrevista para a editora FTD
Este mês (setembro de 2011) sou o entrevistado da revista Acontece, da editora FTD....
29/11/2009 - Literatura - Entrevista à TV UNI-BH
Nesta matéria, falo dos meus livros, das aulas e das minhas paixões....
03/07/2009 - Literatura - Espaço do Escritor (revista Direcional Educador)
Autor de livros com humor, ação, aventura, terror e poesia, o escritor Leo Cunha acredita na diversidade para atrair crianças e jovens para a literatura....
17/03/2011 - Literatura - Entrevista à revista Direcional Educador
Autor de livros com humor, ação, aventura, terror e poesia, o escritor Leo Cunha acredita na diversidade para atrais crianças e jovens para a literatura....
17/04/2009 - Literatura - Entrevista à Radio Unesp
No link abaixo você pode ouvir a entrevista que eu concedi ao jornalista Oscar D'Ambrosio, no programa Perfil Literário, da Rádio Unesp FM....
19/06/2008 - Literatura - Conversas no Sótão
Reproduzo aqui a entrevista que concedi ao escritor Marcelo Maluf, publicada em seu blog "Labirintos no Sótão"...
17/04/2006 - Literatura - Cada um encontra o seu caminho
Entrevista publicada em abril de 2006 pelo Jornal Laboratório Impressão, do Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH)....
23/01/2006 - Literatura - Entre o jornal e o livro
Esta ótima reportagem da jornalista Ariadne Lima, publicada na revista PQN e no site Cronópios, baseou-se em entrevistas com diversos escritores/jornalistas.Leia a matéria e também a minha entrevista na íntegra....
19/01/2010 - Literatura - Em olho fechado não entra estrela
Reprodução da entrevista que eu concedi à escritora e jornalista Rosa Amanda Strausz, do site Doce de Letra.Quando publicou sua primeira história, Em boca fechada não entra estrela, Leo Cunha tinha apenas 25 anos. Mas já trazia na bagagem dois prêmios importantes: o João de Barro e o prêmio de literatura infantil do Paraná. Dez anos e vinte livros...
19/01/2004 - Literatura - Leo Cunha: De viva voz
Reprodução da entrevista concedida à “Revista Latinoamericana de Literatura Infantil Y Juvenil”, publicada pelo Ibby Latinoamérica, em 1996....



Capa |  Biografia de Leo Cunha  |  Entrevistas  |  Fortuna Crítica  |  Galeria  |  Livro a Livro  |  Notícias  |  Oficinas  |  Opinião  |  Poemas Animados  |  Prêmios  |  Teoria  |  Todos os Livros  |  • Contatos
Busca em

  
217 Notícias


Todos os Livros
 

Literatura

 

Livros por ordem de lançamento

 

Por título

 

Minha obra, de A a Z

 

Por ilustrador

 

Muito mais do que desenhos

 

Coletâneas

 

Bem acompanhado

 

Por gênero

 

Poesia, prosa, crônica e teatro